Isso ai musiqueiros, eis que teremos um belo festival de blues na terra da garoa, por mais incrível que isso possa parecer, as vezes acontece das marcas investirem em apresentações grandes e de qualidade. Juntamente com o Bourbon Street Festival e o BMW Jazz Festival que trazem uma galera de peso por aqui, dessa vez é a Samsung que para nossa alegria, monta pelo 2º ano consecutivo o Best Of Blues Festival.

No primeiro ano o festival contou com a presença de grandes guitarristas como Buddy Guy, Taj Mahall, John Mayall, além do angolano, luso e brasileiro Nuno Mindellis (bolachada minha no tdcast #25), fora os grandes guitarristas de blues também tivemos a cantora Shemekia Copeland e o saudoso Chris Cornell líder do Soundgarden, Audioslave e da famosa mistura com o Pearl Jam, Temple Of The Dog.

Neste ano o festival irá acontecer entre os dias 9 à 11 de maio, no WTC Golden Hall e as vendas estarão disponíveis a partir de Sábado (12/04) pelo site da LivePass. No primeiro dia teremos Ana Popovic, uma mulher muito charmosa que toca e canta como Hendrix, pra deixar qualquer Clapton com inveja do seu fraseado. Em seguida, Jonny Lang, um dos garotos prodígios do blues em sua primeira vez em São Paulo, que me surpreendeu muito por dar as caras aqui. Por fim o lendário Buddy Guy que faz parte de toda aquela emocionante história da Chess Records contada por nós no Tdcast #23.

troca-o-disco-bestofblues-jossstone

No segundo dia os vocais ficam por conta da maravilhosa Joss Stone (sou um apaixonado declarado por ela), pés descalços, cabelos enrolados e uma voz rouca inconfundível com uma pitada de soul na medida. Para não perder o lado guitarrístico da coisa temos o fabuloso Jeff Beck, esse mestre faz parte de toda a história da música, tendo tocado no Yardbirds ao lado de Jimmy Page e Eric Clapton. A presença brasileira fica por conta da Céu, nada contra ela, mas ela destoa completamente dos grandes artistas que estarão presentes. Digo isso porque temos ótimos músicos brasileiros de Blues que poderiam estar ali, como o grande Celso Salim, Arthur Menezes ou até mesmo o excelente gaitista Sérgio Duarte.

No terceiro dia de festival a coisa tem menos guitarra e mais diversidade de estilos com o compositor Aloe Blacc, o grande trombonista Trombone Shorty e por fim Marcelo D2. Isso mesmo musiqueiro! O que esse cara ta fazendo ai? Acho ele muito bom, mas O QUE ELE TA FAZENDO AI?

Pra sentir o gostinho do que vem por aí:

O que me deixa muito feliz e satisfeito, é que com esse festival podemos sentir um pouco do gostinho do que é o festival Crossroads, de Eric Clapton, no qual eu tratei em outro post aqui no Troca o Disco, já que Jeff Beck, Buddy Guy e Jonny Lang,  estão sempre por lá. Por fim, essa será uma ótima oportunidade para ver lendas vivas da música, portanto não percam.

Encontro vocês na primeira fila. Um grande abraço e tenham uma boa vida.

  • fernanda

    Pena os ingressos serem tao caros

  • Fernanda

    Estou há 15 anos esperando para ver um show do Jonny Lang, nem posso dizer a felicidade que sinto por ele vir para cá novamente! Quando ele fez show em 1999 não pude ir porque ainda era adolescente ahahah

    • Bruno Hiago

      Nem me fale disso Fernanda, eu tinha apenas 6 anos em 1.999, mas pude ver de perto o grande Lang, show incrivel, essa semana sai a resenha do Best Of Blues, fique de olho. =D

Newsletter Troca o Disco
Receba novidades com antecedência em seu e-mail
Seu e-mail não será compartilhado.