Já faz algum tempo que eu estou querendo dar uma passada por aqui para escrever sobre algumas coisas que andam me incomodando ao extremo em shows e apresentações de qualquer espécie. Não que a minha opinião valha de muita coisa, mas acredito que assim como essas coisas me deixam maluco, e as vezes, com uma ligeira e intensa vontade de arrancar a cueca pela cabeça, penso que deva haver uma porção de pessoas que também sentem tamanha fúria, e ao mesmo tempo, tristeza no coração por essas pessoas.

Sim meus caros amigos, são os “Fotógrafos e Cinegrafistas Amadores de shows e eventos no geral.” Eu sei, é claro que existem várias ramificações e derivações dessa classificação, agregando uma série de comportamentos curiosos de diversas dessas figuras interessantes. Mas em único post, seria uma proeza conseguir reunir tamanha vadiagem. Por isso, vamos por partes…

Os integrantes desta patota tem aumentado exponencialmente ao longo dos anos e se você costuma ir a shows frequentemente, já deve ter se deparado com ao menos vários exemplares destes. Munidos de celulares de última geração, e outros nem tão novos assim, essa galerinha faz questão de azucrinar a sua paciência e passar por cima de qualquer vestígio de educação, bom senso, respeito, noção e vergonha na cara que possa talvez restar em seu ser, para obter qualquer tipo de registro de seu ídolo ou banda preferida, ou as vezes nem tão preferida assim. O show mal começa, e você já é surpreendido com uma porrada de telinhas eletrônicas, com seu brilho sempre ajustado no máximo, para que a retina do coleguinha ao lado que só deseja apreciar aquele momento, seja derretida lenta e dolorosamente, levando juntamente com seus olhos, toda a sua atenção, seu cérebro e a sua alma… E assim segue aquele aparelho trabalhando, muitas vezes durante a apresentação inteira, sendo trocado de um braço para o outro inúmeras vezes. Aquele infeliz aparelho, registrando megabytes e megabytes de um borrão colorido à dezenas de metros de distância… registrando aquele áudio muito mais clipado e ininteligível do que uma transmissão de Rádio PX nos anos 90.

Vi uma série de pessoas fazendo coisas deste calibre, tanto em apresentações dentro de estádios, quanto em teatros lotados. Algumas pessoas fazem questão de levantar de seu aconchegante assento para baterem as suas fotos com o flash ligado. Peraí, eu vou digitar essa frase novamente… só um pouquinho… Algumas pessoas fazem questão de levantar de seu aconchegante assento para baterem as suas fotos com o flash ligado! Outras, ligam seu celular com aquela tela de 42 polegadas, abrem o famigerado Whatsapp para mandarem um trecho do show em áudio para uma pessoa cujo nome, que inclusive dava para se ler de longe no visor do aparelho deste condenado, era: “Maninha Querida”. No mínimo deprimente…

Sem contar que todas, ou quase todas as apresentações são registradas por fotógrafos profissionais com câmeras decentes, à uma distância decente e digo mais, hoje com o “advento da internet”, e uma tal rede social chamada Facebook, entre outras, você poderá encontrar nas páginas dos artistas, registros 99,9% das vezes muito melhores do que o seu… Só que não né? Tem que ser a sua foto né? Tem que ser o seu borrão colorido, certo? Okay!

troca-o-disco-praga2

Já conversei e tive discussões homéricas com vários amigos sobre isso, e caso R$10,00 no chão, que sei exatamente o que alguns de vocês devem estar pensando neste momento. Tudo bem, eu sou chato… eu sei disso. Mas não me venham com essa história de que o sujeito é livre para fazer o que ele quiser, filmar e fotografar a droga do borrão colorido que ele quiser e quando bem entender, porquê a partir do momento em que ele toma a decisão de fazer isso, no momento e da maneira que ele bem entende, ele está automaticamente interferindo na minha liberdade e no meu direito de acompanhar, assistir, aproveitar e pelo menos enxergar a apresentação da maneira que for mais confortável para mim! Sim, eu tenho este direito também. Certo? Nem sempre…

Essa coisa toda vai muito além dessa questão da liberdade, e na minha opinião é algo que já está beirando o bizarro. As pessoas não conseguem simplesmente ir a um show e assisti-lo, elas precisam de um registro específico daquele momento, custe o que custar. Mesmo que ela nunca veja aquele vídeo novamente, reveja aquelas fotos, ou até mesmo ouça aquela gravação toda “estourada” do show do Metallica no Morumbi, tanto faz. É o registro, simplesmente pela prova de que aquela pessoa esteve lá, e cada vez mais vemos as pessoas se distanciando não só da música, mas do momento em si, seja ele qual for.

Se você quer, e gosta realmente de ter um pequeno registro do show, aqui vai uma dica. Acho muito menos agressivo, ao final da apresentação, de preferência nos últimos momentos do bis, você previamente diminuir o brilho do seu visor, levantar o seu celular ou aparelho de sua preferência o suficiente para registrar o palco, e rapidamente e bater duas ou três fotos sem flash, como recordação daquele momento. Uma dessas fotos com certeza vai ficar bacana, e você poderá tranquilamente destilar todo o seu veneno pelo Instagram afora. Ah… Mais uma dica importante, é a de não se esquecer de assistir ao show…

Por outro lado, eu estaria pouco me lixando se isso não me incomodasse, ou interferisse na minha experiência de apreciação do espetáculo em si, no qual eu também gastei meus míseros cruzeiros para assistir. Eu nem vou entrar na questão da falta de respeito com os artistas e os músicos que estão em cima do palco. Isso com certeza pode ser assunto para um outro post, falando de uma outra categoria de pessoas “sem noção” que existem por aí. Sabe aquelas que deixam o celular ligado e no último volume, dentro da sala de cinema? Então…

  • Emanoel Medeiros

    Cara, tenha a mesma opinião, qual a vantagem de você ir a show para filmar aquele evento, nem aproveita, nem nada? E o pior isso não restringe-se a shows, é possível encontrar o mesmo comportamento em qualquer apresentação que se possa imaginar, até no cinema o idiota tem que no meio do filme tirar umas trinta fotos ou gravar um pequeno vídeo para provar que está lá.

    • Cara, eu pretendia me estender a respeito da galera do cinema, e do teatro, que eu também frequento e também reparo em várias coisas bizarras, mas decidi me ater neste post somente à essas espécies de malucos em shows. Com certeza tem muito assunto ainda pra rolar a respeito disso. Quem sabe em um próximo post… Tem gente que vai no cinema ver qualquer filme pra ficar se pegando, falando alto, trocando mensagens no whatsapp. O mundo está acabando…

  • Bru

    Falou tudo, cara! Super de acordo, é uma falta de respeito e difícil de acreditar que alguém paga ingresso para acabar não assistindo nada do show, só por causa de uma imagem que vai sair horrível, nunca mais vai ser vista de novo, e que pode ser conseguida na internet com uma qualidade um milhão de vezes superior.

  • Maninho Schardosim

    A gente vive uma epoca tao maluca, onde as pessoas ignorarm totalmente as sensacoes, para simplesmente guardar um borrao. Tudo em nome do status adiquirido com o borrao no FB, instagram, ou coisa que o valha… Quanto a postagem… Foi so eu que notei que ela saiu depois do podcast com o Regis Tadeu? rs.

    • Há tempos que estamos querendo adotar textos com um pouco mais de opinião. Talvez sim, tenha sido algum tipo de libertação! Hehehe… Mas a idéia, já é antiga. Valeu mestre!

      • Maninho Schardosim

        Acho que o negocio, realmente eh esse. Porque se nao for para dar opiniao, vira um portal de noticias. Eu soh nao concordo quando chega ao ponto de ofender um 3º, o que nao foi o caso no texto acima.

  • Felipe

    Sensacional o post, Henricão! Concordo com o que disse! Gostei particularmente do trecho: “O show mal começa, e você já é surpreendido com uma porrada de telinhas eletrônicas, com seu brilho sempre ajustado no máximo, para que a retina do coleguinha ao lado que só deseja apreciar aquele momento, seja derretida lenta e dolorosamente, levando juntamente com seus olhos, toda a sua atenção, seu cérebro e a sua alma…”

  • Felipe Freitas

    SENSACIONAL! PQP COMO TEM GENTE QUE ASSISTE SHOW OU QUALQUER MERDA POR UMA TELA DE CELULAR!!!!! Fico puto com isso. Ninguém mais grava na retina o momento e a experiência do show, mas GRAVA NA PORRA DO CELULAR. MALDITA INCLUSÃO DIGITAL. Acho que tem gente que não merece ter um celular de ultima geração. Imagina se o Steve Jobs soubesse que põe funk Ostentação pra ouvir no celular que ele criou, ou então tiram fotos e gravam vídeos de 25 minutos de um show, acho que ele morreria de nervoso antes né. GUARDA A PORRA DO CELULAR E VIVE CARALHO

    • Exatamente, essa coisa de assistir o show pela tela do celular ou câmera é deprimente. Até esqueci dessa modalidade de doente mental no post.

  • Thamires Manoela

    Olha eu assumo que tiro algumas fotos em shows sim, mas geralmente são nos intervalos de uma música e outra e quando estou em uma distância em que é possível ver alguma coisa, se não pra que a foto? Mas me irrita muito quem fica o tempo todo com o celular na mão, e assisti o show pela tela do celular, dá vontade de cutucar a pessoa e perguntar se ela é idiota, porque pra mim isso é o ápice da idiotice.
    Mas não é só isso, me irrita muito as pessoas, na sua maioria meninas, que ficam tirando fotos de si mesma em shows, cara é o cumulo, foi lá para ter motivo para selfies ou pelo show?
    Enfim excelente texto, com opinião mas sem ser rude, parabéns.

    • Ahhhh, as selfies… verdade! As selfies viradas para o palco. Isso sim é o ápice da mediocridade. Thanks!

  • Mega Mendigo

    Essa parada de fotos em shows é realmente um lance muito chato! Mas o parágrafo final chamou minha atenção, em especial a parte das “pessoas que deixam o celular no último volume no cinema”… Cara, como isso é chato!
    Tanto na situação dos shows quanto na dos cinemas o que as pessoas deveriam ter eram duas coisas: Bom senso e educação!

  • Fernando

    Perfeito o seu texto cara!!! Disse exatamente o que eu penso!!! Me irrito profundamente com esses “malas” nos shows. Mas isto tb vale pra Teatro, Cinema.. as vezes tenho vontade de zunir o aparelho da mão do sujeito!!! Ninguém pra saboreia as coisas, aprecia um bom show, uma peça, um filme.. o mais importante são as curtidas no face, os comentários no whattsapp.. Pensei que só eu me incomodava com isso. Ainda bem que não estou sozinho! Abraço!

  • Rafael Tofanelo

    E aquelas pessoas que tiram fotos com o ipad no meio do show? Deus é mais!! hahaha

  • Guilherme Oliveira

    Adorei o texto. Primeira vez que entro no site e me vem um texto desse. Penso exatamente assim. Quero matar quem vira no meio da plateia lotada pra tirar uma selfie.

Newsletter Troca o Disco
Receba novidades com antecedência em seu e-mail
Seu e-mail não será compartilhado.