Estava no trabalho escrevendo um texto sobre alguma coisa que não me lembro quando minha irmã mandou uma mensagem falando sobre um show do Roberto Carlos. Ela não me avisou sobre o show porque é fã do “Rei” mas sim, porque minha mãe é.

Minha irmã sugeriu que comprássemos o ingresso para dar de presente para a minha mãe. E assim ficou decidido. Porém, os dias se passam lentamente para uma fã que espera para ver o seu grande ídolo de perto. Durante todo o mês que precedeu o show, ela falava sobre sua ansiedade comigo ao telefone. Agradecia milhares de vezes pelo presente e contava em detalhes seus planos para o dia do show.

Minha mãe é uma mulher atarefada, assumiu a administração da casa e da família após a morte do meu pai. Seu dia inclui preocupar-me com todos, e assim acaba preocupando-se pouco consigo mesma. Era preciso planejar o grande dia do show e ficar bem bonita para curtir com tudo o que tinha direito.

Enfim o dia chegou, e lá foi ela ver o seu grande cantor da jovem guarda. Passei toda a noite me preocupando em como ela devia estar se sentindo. Será que ela ia chorar, ia passar mal? Ficar decepcionada por algum motivo? Infelizmente eu não podia estar lá também, em função da distância…

No outro dia corri para ligar pra ela para saber do show. Ela me atendeu com uma alegria que há muito tempo não sentia em sua voz. Contou cada detalhe do show, falou das músicas que ele cantou, como era o palco, seus trejeitos. Agradeceu mais uma vez e então chorou… Naquele momento tive a certeza de que fiz uma das melhores coisas que poderia ter feito por ela na vida.

Fiquei pensando se seria capaz de sentir o mesmo durante a apresentação de alguma banda que eu goste muito, e a resposta é que sim, com toda a certeza. Música tem dessas coisas… renova as energias e “Se acaso numa curva, eu me lembro do meu mundo, eu piso mais fundo, corrijo num segundo, não posso parar…”

  • Leonardo Reynaldo

    Você sabe que o “tremendão” é o Erasmo Carlos, e não o Roberto, né?

    • Vanessa de Oliveira Fófano

      Pois é Leonardo! Me confundi nessa história de “tremendão”. =)

      • Leonardo Reynaldo

        Agora sim! =D

Newsletter Troca o Disco
Receba novidades com antecedência em seu e-mail
Seu e-mail não será compartilhado.