Saudações musiqueiros de plantão!

Vocês com certeza se lembram do “Desafio do Balde de Gelo”, do buzz que isso gerou nas redes sociais e do quanto ele impactou desde o seu vizinho até o seu músico preferido. Esse desafio tinha como objetivo juntar fundos que iram gerar estudos para combater a ALS, uma doença degenerativa e incapacitante ainda sem cura. Mas o que ninguém viu, é como se vive uma pessoa que possui essa doença. Nesse post, eu quero mostrar um caso triste e de superação do grande guitarrista Jason Becker.

Jason nasceu em 1.969 e aos 3 anos ganhou sua primeira guitarra de presente do seu pai que era um violonista erudito, após isso passou a estudar a obra de Eric Clapton, Jeff Beck, Eddie Van Halen e o consagrado violinista Paganini. Se ouvirmos bem o som dele você nota traços bem marcantes de uma mistura de Jeff Beck + Paganini, e aos 16 anos Becker já tinha fama pelo seu virtuosismo.

05_JasonBecker_Promo

Um marco importante na sua carreira foi a parceria com o guitarrista Marty Friedman, que apresentava as mesmas influências musicais e foi quando montaram a banda Cacophony e gravaram dois álbuns sendo o Speed Metal Symphony, em 1987, e Go Off!, em 1988. Com apenas 20 anos Jason foi convidado por David Lee Roth para substituir Steve Vai em sua banda. Nas gravações do álbum A Little Aint’t Enough em 1990, Jason ganhou o prêmio de guitarrista revelação da revista Guitar Player, e foi nesse período que infelizmente diagnosticaram a ALS e com toda a força de vontade, Jason finalizou as gravações do álbum mas já não tinha como excursar em turnê pois assim como citado antes é uma doença degenerativa, e faz com que aos poucos os movimentos do corpo sejam interrompidos. Eu como guitarrista, não consigo nem imaginar o vazio que deve ter sentido na sua vida, pois mais que andar e falar eu tenho certeza que o seu maior desejo era poder tocar a sua amada guitarra.

Jason-Becker-Signature-Guitar-Paradise-Guitars-USA.-700598

Jason não se deixou abater por isso e superou qualquer dificuldade pelo amor a música. Respirando através de aparelhos presos a sua garganta e se comunicando através de um sistema de movimento dos olhos que correspondem à letras, criado pelo seu próprio pai, ele lança um álbum em 1996 chamado Perspective. Esté álbum foi gravado através de programas de computador ligados a sua cabeça, que transferem musicalmente as notas que ele está pensand. Dito isso, creio que não é necessário dizer mais nada a respeito desse lendário guitarrista. Em 2012 o diretor Jesse Ville lançou um documentário sobre a história de Becker chamado Jason Becker: Not Dead Yet, vale muito a pena de se assistir.

Deixo aqui com vocês alguns vídeos que condizem com momentos da história de Jason e o seu próprio desafio do gelo, um beijo no coração e tenham uma boa vida.

ALS Ice Bucket Challenge Jason Becker

Cacophony – Speed Metal Symphony ( banda com Marty Friedman)

Serrana – Música do álbum Perspective, gravado pós ALS

Jason Becker: Not Dead Yet Trailer

Joe Satriani falando sobre Jason Becker