Fresno - Sinfonia de Tudo que Há
3.2Nota Final
João Paulo
Henrique Machado
Bruno Hiago
Votação do leitor 101 Votos

Neste album review, falamos sobre o último album da banda Fresno, o A Sinfonia de tudo que há. A idéia desta série de Podcasts é bater um papo sobre um único disco que já está na agulha da galera, mas que gostariamos de dar a nossa opinião e abrir a discussão com você, querido ouvinte!

Ouça também: Album Review #06: O Terno – Melhor do que Parece

Quem fala?
João Paulo, produtor musical e editor no Troca o Disco.
Henrique Machado, técnico em áudio, edição dos podcasts e revisão no Troca o Disco.
Bruno Hiago, músico, blueseiro de corpo e alma e publicitário.


Para download, clique com o botão direito e “salvar arquivo como…”

 

Faça como: Carlos Del Valle, Glauber Coelho, Dienifer Schmitt, Rhamsés Soares, Matheus Eduardo, Pedro Cassimiro, Douglas Lombardi, Douglas Lima, Felipe Bonício, Pedro Geloso, Deyse Mello, Caio Manzaro, Caio Lívio, Danilo Battistini, Thaís Regina, Daniel Medina, Wedson Desiderário, Fábio Halmenschlager, Francine Emilia Costa, André Stábile e Glauce Leandres.

Colabore com o Troca o Disco no Padrim e receba brindes exclusivos!

Confira as Sessions que já rolaram por aqui na íntegra clicando aqui.

Divulgue o Troca o Disco!
Não deixe de assinar nosso feed no itunes e dar 5 estrelinhas para o nosso Podcast
Críticas, elogios e sugestões para contato@trocaodisco.com.br
Arte da Capa: Eder Oliveira

  • Vitor Costa

    Estou passando aqui para deixar registrado que estou adorando os
    Album Review. Estranhei os primeiros mas já me acostumei e estou
    esperando os próximos!
    Agora sobre esse álbum, não sou um grande admirador de Fresno (pelo contrário, há algum tempo já cheguei a odiá-los) mas é notável que a cada álbum os caras melhoram. E também, bizarramente o som deles se aproxima do Muse. Eu achei arranjos bem parecidos com o álbum Absolution, do Muse É um álbum mais puxado pra bateção de tambor e também tem bastante coisa megalomaníaca. Eu, particularmente, acho que cai meio mal arranjos tão parecidos com a banda que eles são declaradamente fãs. Mas tudo bem também se essa é a proposta de trabalho dos caras.

Newsletter Troca o Disco
Receba novidades com antecedência em seu e-mail
Seu e-mail não será compartilhado.