Exatamente em 2 de Fevereiro de 1963 em Washington DC nos Estados Unidos, nascia uma linda garota, tímida e com uma missão na música.

Ainda pequena, aprendeu com seu pai suas primeiras notas no violão e por ser muito dedicada, em pouco tempo montou uma banda com seu irmão para se apresentar em festivais escolares, demonstrando desde cedo um talento incrível. De tanto treinar e absorver influências do que ouvia nas rádios, Eva começou a alterar harmônica e melodicamente suas músicas preferidas, interpretando-as de maneira única.

Passou por várias bandas, e até chegou a fazer sucesso na região onde se apresentava em Washington. Não existiam barreiras para Eva no campo do Jazz, Blues, Folk ou Pop. Ela conseguia fazer com que as músicas que já estávamos acostumados a ouvir se transformassem em uma nova versão, trazendo um tempero doce e sentimental muito maior.

Em 1996, no mesmo ano em que gravou seu primeiro álbum solo chamado “Live at Blues Alley” Eva foi diagnosticada com melanoma, já em fase de metástase. Sua saúde piorou rapidamente e ela morreu em novembro do mesmo ano, com apenas 33 anos de idade.

Post6-Eva-01

A voz de Eva foi uma das mais expressivas da história, digo isso não apenas me referindo ao sentimento que ela colocava em suas músicas, mas também valorizando aspectos técnicos como postura, respiração, tecitura, precisão, afinação entre outros.

Pra quem ainda não conhece, veja Eva cantando um dos temas mais conhecidos do Jazz.

Newsletter Troca o Disco
Receba novidades com antecedência em seu e-mail
Seu e-mail não será compartilhado.