Não sou contra os programas de calouros, até porque já perdi, ou ganhei horas e horas assistindo à várias edições, muitas vezes até por ser fã de algum “tutor” ali presente e querer ganhar as dicas como se fossem para mim. Mas porque no Brasil eles nunca deram certo? Por que o vencedor some um dia após o fim da temporada?

Temos hoje um número X de plataformas diferenciadas em diversos canais de TV, mas todas com o mesmo propósito entreter aos seus telespectadores. Creio que antigamente, na época dos festivais de música brasileira da Record, de onde saíram grandes nomes como Chico Buarque e Geraldo Vandré, esses programas de calouros tinha algum sentido, no caso, oferecer músicas novas e de qualidade dentro de uma mídia de massa. Até porque as canções eram premiadas, e hoje todas as vencedoras são consideradas músicas essenciais para quem se interessa pela MPB.

Como esse é um site de música e de amantes da música, tenho que defender, pois acredito que hoje os programas de calouros tratam o sonho das pessoas e dos artistas apenas como um produto momentâneo no mesmo formato de um BBB, só que sem câmeras vigilantes 24hrs por dia. Creio que os tutores deveriam fazer um papel de realmente apadrinhar os recém chegados artistas que ali se apresentam, quando na verdade estão apenas contribuindo de forma a ser um peso maior na audiência e na credibilidade, por serem pessoas já inseridas na mídia e na música. Não tirando o mérito, pois com certeza pessoas como Lulu Santos e Carlinhos Brown tem ótimos trabalhos musicais.

troca-o-disco-calouros2

O que me deixa extremamente magoado, é dizer essa triste verdade até para mim mesmo que sou músico e batalho por um espaço, de que vocês devem ir até as grande mídias, mas não mais com a esperança de que ser vencedor de um programa desses vá lhe trazer estabilidade e sucesso na vida. Já dividi o palco com uma finalista do The Voice, e ela estava na mesma situação que a minha banda, no mesmo evento, e nós nunca participamos de algo semelhante.

Gostaria de terminar esse post de uma maneira positiva, por isso, vou citar um cantor em particular que sou fã e torci muito por ele quando competidor e além do mais tive a oportunidade de ver dois shows no ano passado do mesmo, Phillip Phillips que venceu a 11ª edição do American Idol, com certeza uma exceção da regra, e que vale a muito a pena darem uma atenção ao seu álbum “The World From The Side Of The Moon”.

Qual vencedor do Brasil alcançou sucesso pleno?

Newsletter Troca o Disco
Receba novidades com antecedência em seu e-mail
Seu e-mail não será compartilhado.