Se você decidiu ler este post, provavelmente: acabou de montar uma banda, já tem uma banda mas ficou curioso, ou nenhum dos dois, simplesmente resolveu ler e pronto. Bom, vamos lá. Tenho banda desde os 12 anos e sempre acompanhei meus amigos com suas respectivas bandas também. O que contribuiu para que eu montasse uma lista com 10 humildes conselhos representativos sobre este meio:

1. Não tente ser banda “X”.
Traga algo novo. Se inspirar em outra banda é uma coisa. Deixar sua composição ficar presa na tentativa de ser exatamente igual à algo que já existe, é outra. O grande problema em querer ser igual outra banda, é o fato de que essa banda já existe, e já é boa e legal! Com certeza você tem algo valioso pra acrescentar. Não se limite e deixe rolar.

2. O que é bonito vende. Fim. Aceite.
As pessoas sempre se interessaram pelo que é agradável aos olhos. Ao invés de criticar, use isso ao seu favor e mostre ao mundo uma arte de qualidade. Hoje, todos os recursos que temos para divulgação, requerem algo pra se ver/assistir. É essencial desenvolver uma identidade visual aceitável. Desde o logotipo da banda, videoclipe, até os músicos (não precisa ser o Don Juan, é só se vestir “ok” e fim. Bonitinho é feio arrumadinho, saca?).

3. Se preocupe em ter material de qualidade.
Uma música bem gravada é obrigação. É muito importante marcar presença nas redes sociais com interações descontraídas, mas um video no youtube de você tocando sua música no violão funcionará bem melhor se você tiver essa música gravada e o vídeo for uma versão unplugged. Não tenha pressa, junte dinheiro e priorize ter um trabalho profissional. Não vá pelo preço na hora de escolher um estúdio, mas não precisa optar pelo mais caro do mundo também. Pesquise, peça indicação, ouça o portfólio do produtor e só então escolha onde gravar. Ensaie bem e tenha certeza de todos os elementos e riffs que irão na música. Assim você ganha respeito do produtor, mostra que sabe o que quer e que não vai ficar pedindo pra ele colocar e tirar coisa toda hora (ele agradecerá). Outro elemento é o videoclipe. Fazer um hoje em dia está bem mais alcançável. Existem diversas empresas focadas em bandas independentes que tem um preço acessível. É questão de jogar no Google, analisar os portfólios e sair orçando.

4. Ensaie! Ensaie muito!
A primeira impressão é a que fica. Sei que é complicado ajustar a agenda de todos, mas é super hiper necessário ensaiar no mínimo duas vezes por semana. Só assim o crescimento e entrosamento, individual e coletivo, vão atingir o esperado.

“Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção.”
– Paulo Freire.

5. NÃO pague pra tocar!
Pagando pra tocar, você não só desvaloriza seu trabalho, mas desvaloriza o trabalho de todo músico. No começo você pode até tocar de graça, ou rachar o valor dos ingressos com o organizador do evento, mas não pague pra tocar! Se ele exigir que você venda determinado número de ingressos, sem que você receba parte das vendas, não aceite! Não desvaloriza nóis, poxa!

6. Se quer que de certo, se esforce.
Se leve a sério. Haja como profissional. Não atrase, cumpra prazos, seja responsável. Quanto mais correto você for, mais confiança te darão, e consequentemente, mais benefícios também. Só te levarão a sério se você se levar também.

7. Não desanime mesmo você tendo todos os motivos pra isso.
Já ouviu aquela frase “Não tá fácil pra ninguém”? Pois é. Nesse meio essa frase faz muito sucesso. Não desista tão fácil. As pessoas que chegaram onde estão, tem uma imensa história de perrengues por trás. Ao invés de focar nos problemas e coisas que não deram certo, foque nas risadas e nas coisas que deram certo.

8. Procure aprender e crescer sempre.
Seja humilde (é pra ser humilde, não se menosprezar) e procure aprender de tudo. Ninguém sabe todas as coisas. Todo ser humano terá algo pra te apresentar, te ensinar. Esteja aberto à novos conhecimentos e opiniões.

9. Conheça a área.
Pesquise como tudo começou. Entenda como funciona uma gravadora, o papel do empresário, veja como trabalha o artista/banda independente, saiba quais as melhores mídias (rádio, tv, internet, entre outras). Busque compreender o organograma da coisa toda pois assim você evitará vários enganadores de plantão querendo se aproveitar do seu sonho para benefício próprio. Conheça os movimentos e o que está fazendo sucesso com o objetivo de se atualizar, afinal, você faz parte deste meio. Respeite o que gosta e o que não gosta. Não existe música ruim, existe preferência musical e opinião. Um acorde de dó será um acorde de dó no rock ou no axé. Aprenda a respeitar para ser respeitado.

10. Não espere cair do céu.
Isso vale pra tudo na vida. Não espere que uma gravadora surja das cinzas, ou que um empresário decida investir 1 milhão de reais no seu trabalho. Hoje em dia, tudo está mais fácil e a ideia antiga de precisar de outro órgão, instituição, pessoa pra dar certo já foi. Temos fácil acesso à estúdio, material audiovisual, divulgação, e eventos. É só correr atrás. Existem milhares de exemplos de sucesso no percurso, como:

O Teatro Mágico

O Terno

Forfun

Entre outras. Se organize e faça acontecer.

É isso aí pessoal! Espero ter acrescentado algo na vida de vocês. Desejo sorte e acima de tudo força de vontade!

-img

Newsletter Troca o Disco
Receba novidades com antecedência em seu e-mail
Seu e-mail não será compartilhado.