Hoje venho falar de uma banda que já deveria ter falado faz um bom tempo. Conheci o Far From Alaska no ano passado, indicação de algum ouvinte do podcast do qual faço parte, e foi amor a primeira vista. É impossível não se arrepiar com o som desse pessoal, um Stoner Rock impressionante, difícil de acreditar que é uma banda brasileira, qualidade digna das mais bem produzidas bandas gringas.

O grupo começou em 2012, em Natal, Rio Grande do Norte, uma banda deveras recente, porém já conquistaram um belo espaço na cena devida qualidade monstruosa de suas canções, tocando inclusive no Lollapalooza deste ano. Infelizmente é raro vermos mulheres à frente de bandas de rock. Ainda mais em Stoner, um gênero deveras pesado e sujo, mas o Far From Alaka não só é uma exceção como tem uma vocalista espetacular, diria que é o ponto mais forte dos nordestinos.

Apesar de classificados como Stoner Rock, tenho uma leve dificuldade de encaixa-los no estilo, talvez estejam lá por falta de definição melhor. A banda foge do timbre embolado e das guitarras rápidas costumeiras do estilo, fazendo um som muitas vezes arrastado e com o vocal muito limpo e alto, outra coisa difícil de encontrar em bandas do mesmo subgênero de rock. Enfim, classifiquem como quiser, o que não se pode negar é a maestria com que fazem música boa, e que provavelmente Far From Alaska é o novo grande nome do Rock Nacional.

Dino vs. Dino

Thievery

Deadmen

Newsletter Troca o Disco
Receba novidades com antecedência em seu e-mail
Seu e-mail não será compartilhado.