Eu confesso: sempre que eu entro no Bandcamp, me perco por horas ouvindo sons de artistas de todo o mundo, conhecendo diversos estilos, absorvendo referências que nunca passariam pela minha cabeça e… Ah, você não sabe do que estou falando? Então prepare-se, pois este é o site onde vai passar suas próximas horas navegando!

A empresa californiana funciona desde 2007 com o objetivo de oferecer um espaço para que artistas independentes divulguem e vendam suas músicas de forma autônoma. Um “hotsite” é gerado com um player onde você pode ouvir todo o álbum do cara por streaming e, se quiser, ainda pode comprar a(s) música(s) em formatos MP3 ou FLAC de alta qualidade (pagando com cartão de crédito ou PayPal).

Voltando ao “acampamento de bandas”, o site permite que você navegue e ouça músicas por streaming gratuitamente à vontade para você procurar por artistas dos estilos que mais gosta – e olha que são MUITOS artistas cadastrados por lá. Para ganhar algumas vantagens como receber a newsletter “caprichada” dos caras e pode baixar as músicas que comprar quantas vezes quiser, você terá que se logar no site e, para isso, é preciso que compre, pelo menos uma música.

Para o artista, o Bandcamp permite que suba sua música ou álbum inteiro gratuitamente, colocando seu preço à venda por lá, mas o site fica com cerca de 15% do valor cobrado. Com essa porcentagem, será que vale a pena? Até o momento em que essas linhas são digitadas, o site alega já ter pago $112 milhões de dólares aos artistas que fazem uso do serviço desde que foi criado – $3,3 milhões só nos últimos 30 dias.

Muitos artistas independentes brasileiros estão por lá também. Será que o Bandcamp vai funcionar para você, músico com um trabalho próprio que está lendo esse texto? Não sei, mas o fato é que o site tem se tornado uma referência tão grande que algumas gravadoras e selos vêm se interessando em usá-lo como plataforma de comércio online das músicas de seus artistas, tais como Sub Pop, Epitaph e FatCat Records, que já têm suas páginas por lá (e, consequentemente, seus artistas). A procura tem sido tanta que o site criou um plano pago para as gravadoras usarem sua plataforma – ao contrário da oferta para os artistas independentes, que continua gratuita.

Aí está. Agora é só montar a sua tenda e curtir a infinidade de novos sons que este acampamento tem a oferecer! Alguns sons interessantes que você pode gostar de ouvir através do Bandcamp:

Ben Caplan & The Casual Smokers

Esta “versão hipster de Jimmi London” apresenta o álbum In the Time of the Great Remembering, um excelente som alternativo com instrumentos acústicos e a sonoridade de um bêbado cantando melodias de cabaré dos anos 20.

Plini

O guitarrista australiano não deve em nada aos grandes virtuosos como John Petrucci ou Joe Satriani. Um excelente trabalho de metal progressivo calcado nas seis cordas, cheio de virtuosismo.

Los Protones

Garage Rock peruano honestíssimo para fazer a galera pular e dançar!

Newsletter Troca o Disco
Receba novidades com antecedência em seu e-mail
Seu e-mail não será compartilhado.